Archive

Archive for the ‘Textos e etc…’ Category

[Texto] Um dia você aprende – WILLIAN SHAKESPEARE

16 de fevereiro de 2016 Deixe um comentário

inline-william-shakespeare-app-ipad

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança ou proximidade. E começa aprender que beijos não são contratos, tampouco promessas de amor eterno. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos radiantes, com a graça de um adulto – e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, pois o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, ao passo que o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol pode queimar se ficarmos expostos a ele durante muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe: algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e, por isto, você precisa estar sempre disposto a pedoá-la.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva um certo tempo para construir confiança e apenas alguns segundos para destruí-la; e que você, em um instante, pode fazer coisas das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e que, de fato, os bons e verdadeiros amigos foram a nossa própria família que nos permitiu conhecer. Aprende que não temos que mudar de amigos: se compreendermos que os amigos mudam (assim como você), perceberá que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou até coisa alguma, tendo, assim mesmo, bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito cedo, ou muito depressa. Por isso, sempre devemos deixar as pessoas que verdadeiramente amamos com palavras brandas, amorosas, pois cada instante que passa carrega a possibilidade de ser a última vez que as veremos; aprende que as circunstâncias e os ambientes possuem influência sobre nós, mas somente nós somos responsáveis por nós mesmos; começa a compreender que não se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que se pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se deseja tornar, e que o tempo é curto. Aprende que não importa até o ponto onde já chegamos, mas para onde estamos, de fato, indo – mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar servirá.

Aprende que: ou você controla seus atos e temperamento, ou acabará escravo de si mesmo, pois eles acabarão por controlá-lo; e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada ou frágil seja uma situação, sempre existem dois lados a serem considerados, ou analisados.

Aprende que heróis são pessoas que foram suficientemente corajosas para fazer o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências de seus atos. Aprende que paciência requer muita persistência e prática. Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, poderá ser uma das poucas que o ajudará a levantar-se. (…) Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido: simplesmente o mundo não irá parar para que você possa consertá-lo. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar atrás. Portanto, plante você mesmo seu jardim e decore sua alma – ao invés de esperar eternamente que alguém lhe traga flores. E você aprende que, realmente, tudo pode suportar; que realmente é forte e que pode ir muito mais longe – mesmo após ter pensado não ser capaz. E que realmente a vida tem seu valor, e, você, o seu próprio e inquestionável valor perante a vida.

Categorias:Textos e etc...

O sagrado direito ao “foda-se”!

27 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Uns dizem que esse texto é do Millor Fernandes, outros do Arnaldo Jabour e, ainda há quem diga que é do Veríssimo… Eu não sei de quem é e FODA-SE o autor… que vale à pena ler, isso sim!

O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional a quantidade de foda-se! que ela fala. Existe algo mais libertário do que o conceito do foda-se!? O foda-se! aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor.

Reorganiza as coisas. Me liberta.

Não quer sair comigo?
Então foda-se!.

Vai querer decidir essa merda sozinho (a) mesmo? Então foda-se!.

O direito ao foda-se! deveria estar assegurado na Constituição Federal.


Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.

Prá caralho, por exemplo. Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que Prá caralho? Prá caralho tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas prá caralho, o Sol é quente prá caralho, o universo é antigo prá caralho, eu gosto de cerveja prá caralho, entende? No gênero do Prá caralho, mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso Nem fodendo!. O Não, não e não! e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade Não, absolutamente não! o substituem.

O Nem fodendo é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral?

Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo Marquinhos presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!. O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicinio.

Por sua vez, o porra nenhuma! atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional. Como comentar a gravata daquele chefe idiota senão com um PHD porra nenhuma!, ou ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!. O porra nenhuma, como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha.

São dessa mesma gênese os clássicos aspone, chepone, repone e mais recentemente, o prepone – presidente de porra nenhuma. Há outros palavrões igualmente clássicos. / Pense na sonoridade de um Puta-que-pariu!, ou seu correlato Puta-que-o-pariu!, falados assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba… Diante de uma notícia irritante qualquer puta-que-o-pariu! dito assim te coloca outra vez em seu eixo.

Seus neurônios têm o devido tempo e clima para se reorganizar e sacar a atitude que lhe permitirá dar um merecido troco ou o safar de maiores dores de cabeça.

E o que dizer de nosso famoso vai tomar no cu!? E sua maravilhosa e reforçadora derivação vai tomar no olho do seu cu!. Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: Chega! Vai tomar no olho do seu cu!.

Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e sai a rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: Fodeu!. E sua derivação mais avassaladora ainda: Fodeu de vez!. Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?

Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e autodefesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? Fodeu de vez!.

Liberdade, igualdade, fraternidade e foda-se …



Silverchair – Anthem For The Year 2000

Categorias:Textos e etc...

7 tipos de mulheres que você nunca deve ter uma relação

13 de julho de 2010 1 comentário

Todos os homens têm critérios de seleção quando pensam em convidar alguém para sair ou até só para descobrir se dali será possível uma relação amorosa. Dependendo de cada um, existem aquelas mulheres que nos atraem logo, e existem aquelas que nem nos damos ao trabalho de olhar uma segunda vez.

No entanto, às vezes existem situações que são menos confortáveis pois a nossa cabeça diz-nos que não, mas o nosso corpo grita de desespero pelo sim. Nestes casos convém que o racional se sobreponha ao emocional, pois o resultado pode não ser o mais satisfatório.

1. A irmã da sua ex-namorada. Tentar ter uma relação com a irmã da sua ex-namorada é um absurdo! Por muito diferente que a irmã pareça ser, ela na realidade não é. Para além disso existem comparações inevitáveis: “é mesmo de família!”. Quando se abandona uma genética parte-se em busca de outra.

2. A sua secretária. Não há nada que as mulheres mais admirem que o poder, e ela olhá-lo com admiração não é nada de extraordinário, afinal você é o chefe. Para além de não falar das implicações ilegais subjacentes a uma relação destas, saiba que você é maior que isso. Muita gente já foi despedida do seu emprego ou criou mesmo uma reputação profissional ruim porque entrou em relações desta natureza. Saiba que ela irá contar tudo à sua melhor amiga, que por acaso também trabalha na mesma empresa, e que depois irá contar a todo o mundo, e ela não irá contar o melhor sobre si.

3. A melhor amiga da sua ex-namorada. Parecido com o caso da irmã, só que um pouco pior. A melhor amiga da sua ex é aquela que sabe quase todos os segredos e detalhes sobre a relação entre você e sua ex, Ou seja, ficar com a melhor amiga da sua ex-namorada está mais pra vingança do que paixão proibida.

4. A ex do seu amigo. A ex do seu amigo até pode ver em si um amigo, e como o conhece você poderá parecer o ombro ideal para ela deitar a cabeça e chorar. Nem pensar! Ela terá certamente outros ombros para chorar. E por mais atraente que ela pareça, há mais mulheres no mundo, não se esqueça daquela frase básica “Mulher de amigo meu é homem”. De valor à suas amizades. (Quem nunca caiu nessa??)

5. A mulher interesseira. Esta mulher pode ver-se ao longe ou não… Mas é fácil descobri-la: logo que o seu dinheiro tiver acabado, ela atirá-lo-á para a sarjeta e procurará outro rapidamente.

6. A sua patroa. A sua patroa é um homem! E é assim que deve continuar a pensar se não quiser ser despedido. O que pode pensar que irá correr bem, correrá muito mal logo que a situação profissional e pessoal se misturem. Lembre-se: ela é um homem.

7. A ex-mulher do seu patrão. Esta pessoa é um NÃO gigante! Se gosta do que faz e pretende fazê-lo durante muito tempo, e pretende que a sua reputação na área profissional permaneça intacta, esqueça esta mulher, pois o seu patrão poderá não querer mais nada com ela, mas se ele puder vai arruinar a sua carreira antes de você a levar a jantar fora a segunda vez.

Retirado de: Atraindo.com

Categorias:Textos e etc...

Psicopata por Arnaldo Jabor

8 de julho de 2010 Deixe um comentário

O psicopata não sofre. Ele não tem sentimento de culpa. O psicopata tem uma loucura sã. Ninguém é mais simpático e sedutor que o psicopata. Eles sorriem, envolvem.

Muito psicopata, que a família interna, sai do hospício em uma semana. Os médicos dizem: “Mas ele não tem nada!” Eles se fazem amar, até o momento em que seu interesse é contrariado. Então, ele pode até matar, na boa, como um ato corriqueiro. Com uma lógica sinistra: “me contrariou, aí eu matei”.

Ninguém mente melhor que um psicopata. Eles são sempre vítimas, até de suas vítimas vivas ou mortas. Hoje, nas novelas de TV, temos sempre um psicopata: Maria de Fátima, Flora, a Clara de agora… tudo psicopata. E fazem sucesso porque a ausência de culpa lhes fascina.

Talvez, eles sejam a tara do nosso tempo. Já houve a histeria do século 19, a melancolia do século 20… Hoje, o grande surto são os psicopatas, frutos do excesso de violência, do terrorismo e do sucesso a qualquer preço. Talvez eles sejam até uma necessidade de mercado.

Categorias:Textos e etc...

Entrevista – Danilo Gentili

21 de junho de 2010 4 comentários

Quem não conhece ou nunca riu de uma piada ou entrevista do humorista Danilo Gentili? Considerado por mim e por muitos como o “repórter” mais comédia do programa CQC, Danilo muitas vezes exagera no sarcasmo e no cinismo em suas entrevistas, principalmente como os políticos. Mas quem quer um repórter estilo “Global” babaca e com cara de pastel fazendo perguntas tolas para os nossos “maravilhosos” e nem sempre honestos políticos…

Mas o Danilo não é só o repórter do CQC não! Seus shows de Stand Up são muito bons, com humor adulto de fazer qualquer um morrer de rir! Sem falar que o cara quando está em casa abre um Vídeo-Chat com a galera do Twitter, ele tira a maior onda com o merchan da TekPix (Aquela câmera filmadora multi uso que é uma porcaria feita na China que tem o gordinho mala falando dela no comercial). Diferente de muitas pessoas que tentam passar a figura do humorista legal que na verdade fazem aquilo só para ganhar dinheiro e por trás das câmeras são pessoas chatas que tratam mal os fãs como Tom Cavalcante e o Pedro Cardoso, por exemplo.

Abaixo uma entrevista feita via e-mail com o Danilo, feito por um jornal da cidade de Natal:

Entrevista – Danilo Gentili

Todos os outros CQC’s já vieram a Natal. Qual o diferencial do seu show que será apresentado próximo domingo?
O grande diferencial do meu show é que o meu não tem a mínima graça.

Dá para unir a rotina do Programa aos shows de Stand Up “sem perder a ternura”?
Não dá não, por isso eu falsifico atestados médicos pra chefia do CQC.

O CQC inaugurou novo tipo de humor, mesclado com jornalismo, ou jornalismo mesclado com humor. Qual a fórmula usada para que nem um nem outro sejam deturpados? Jornalismo e humor se encontram em que ponto da estrada?
Eu não posso falar a forma certa para que as coisas não sejam deturpadas porque o que tenho buscado a vida toda é deturpar tudo.

O CQC pode ser considerado uma versão evoluída do Casseta e Planeta?
Você está chamando os Cassetas de Macacos?

As pautas do CQC são decididas pelo Tas? Vocês têm liberdade de criação e sugestão? Como é a rotina dos cinco repórteres?
As pautas são decididas pelo momento e pelas oportunidades. E eu sempre tento abrandar isso porque não gosto de trabalhar muito.

Seu contrato com a Band é anual. E você deixa transparecer a figura de um repórter independente, que até já teve sugestão de quadros rejeitados. Até quando pretende renovar com o CQC?
Meu contrato com a Band reza que em 2011 trabalharei como âncora do Jornal da Band, por isso eu renovei.

O humor – ou anteriormente, a religião – foi uma válvula de escape buscada por você para amenizar a dor das perdas de seu pai e sua irmã?
Não, ele é uma válvula de escape pra eu ganhar dinheiro sem precisar trabalhar ou aguentar chefe chato.

Perguntar ofende? Qual o político mais simpático do Congresso?
Perguntar não ofende, por isso te faço uma pergunta: Sua irmã é piranha? hahaha! hooo… O congresso é a representação exata do povo brasileiro: 10% de pessoas com bom senso e o os outros 90% só Deus sabe…

Pra fechar, uma sessão “Caras”:
* Um filme? Cicciolina e o Ponei
* Um diretor de cinema? Ed Wood
* Uma música? Macho Man
* Um intérprete ou compositor? Preta Gil
* Um livro? Qualquer um do Lair Ribeiro
* Um escritor? Vicente Mateus

O que vocês acharam? Muita gente não gostou das palavras do Danilo, eu discordo, apesar de achar que as vezes ele “avacalha” mas ao menos ele é original e sem papas na língua. Falou merda levou merda, não falou leva do mesmo jeito hehehe!

Porque as mulheres são ingratas

8 de junho de 2010 Deixe um comentário

As mulheres reclamam que os homens não ligam pra elas… Mas, vejam só:

– Qual o maior motivo para que todo homem queira ser financeiramente bem-sucedido?
– Pra pegar mulher.

– Por que os homens investem tanto em carrões importados e conversíveis?
– Pra impressionar mulher.

– Qual a importância de o homem combinar cintos, sapatos, meias e modelos de camisa?
– Pra agradar mulher.

– Qual a grande motivação para o homem freqüentar academias e suar como porcos nas esteiras assassinas?
– Pra ver mulher.

– Por que os homens passam perfume, gel, loção pós-barba e desodorante?
– Pra se aproximar de mulher.

– Por que os homens são sempre tão ciumentos?
– Pra não perder a mulher.

– Por que os homens são infiéis?
– Pra colecionar mulher.

– Por que os homens casam?
– Pra manter a mulher.

– Por que os homens descasam?
– Pra trocar de mulher.

– Por que os homens trabalham?
– Pra ter grana pra sair com mulher.

– Então, a única coisa que fazemos sem pensar em mulher é tomar cerveja num botequim da vida…
– E elas ainda implicam!!!

São umas INGRATAS…

Categorias:Textos e etc...

10 coisas que os homens gostariam que as mulheres soubessem

5 de junho de 2010 Deixe um comentário

1. Homens odeiam mulheres nos dizendo o que fazer. Homem não está nem um pouco preocupado com a sua opinião e não vamos mudar só porque vocês querem.

2. Não compartilhe a nossa vida sexual com as suas amigas, e se o fizer, não reclame quando elas passarem a dar em cima da gente.

3. Jogo duro não agrada muito os homens. Seu desinteresse desanima e partimos pra outra outra mais acessível. Azar seu

4. Homens adoram ser seduzidos e adoram mulheres que tomam a iniciativa. Isso os libera um pouquinho da pressão de sempre tomar a primeira deixa.

5. Gostamos de ser surpreendidos, seja com uma lingerie sexy e provocante ou com algum produto erótico bem ousado. Experimente também trazer uma amiga pra cama.

6. ODIAMOS atraso. Entendemos que você precisa de tempo pra se arrumar, mas ficar esperando simplesmente nos deixa loucos!

7. Se eu quiser um GPS no meu carro eu compro um, não preciso você me dizendo o caminho o tempo todo. Porra!

8. Homens apreciam feminilidade. Nada de braços musculosos, cabelo raspado e pêlos nas pernas.

9. TPM é insuportável de aturar. E usar esse período pra justificar as palhaçadas que você faz irrita muito

10. FALE sobre sexo. Abra o jogo sobre o que te excita, o que você gosta de fazer e faça da vida sexual de vocês algo sem tabús!

Categorias:Textos e etc...
%d blogueiros gostam disto: